2.167 motoristas foram flagrados alcoolizados em 2017

Nas 419 blitze realizadas em Porto Alegre pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) durante 2017, foram flagrados alcoolizados ao volante 2.167 motoristas. Os dados são relativos ao período de 1º de janeiro até 27 de dezembro, entre operações durante o dia e as do Balada Segura, que acontecem à noite, O número representa um percentual de 8,11% entre os 26.722 condutores abordados pelos agentes. As blitze têm apoio do Detran, Guarda Municipal, Brigada Militar e Polícia Civil.

De 86 acidentes que resultaram em 89 vítimas fatais até o dia 28 de dezembro, em 21 dos casos (24%) foi constatado que algum dos envolvidos diretamente no acontecimento tinha feito uso de álcool ou drogas ilícitas. Após a análise completa de 68 acidentes, dos 86 que resultaram em vítimas fatais, a equipe técnica do Projeto Vida no Trânsito constatou que em 21 (31%) deles o fator velocidade inadequada contribuiu para a gravidade da ocorrência. Os dados são do Vida no Trânsito, trabalho desenvolvido entre a EPTC e a Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

O diretor-presidente da EPTC, Marcelo Soletti, afirma que as blitze em 2018 irão novamente priorizar o combate ao uso de álcool por parte dos motoristas e o excesso de velocidade: “Beber e dirigir é uma atitude inaceitável. Quem faz isto coloca em risco a vida de todos, motoristas e pedestres. O excesso de velocidade é a mesma coisa. Em nossas blitze do próximo ano vamos prosseguir com esta missão, de retirar de circulação aqueles condutores que bebem e depois dirigem, com possibilidades de graves acidentes, além daqueles motoristas que não respeitam os limites de velocidade”.

Paralelamente às ações de fiscalização, a EPTC realizou, até o final de novembro, 806 ações de educação para o trânsito em 2017, abordando motoristas e pedestres para um trânsito mais consciente e seguro. Entre as atividades, com 75 mil pessoas atingidas diretamente, aconteceu a realização de mais um Curso de Multiplicadores para o Trânsito, que na soma de suas edições (31) já ultrapassou mais de mil lideranças capacitadas para a realização de ações voluntárias na missão de redução da acidentalidade.

Álcool ao volante

Artigos 165 (teste positivo) e 165A (recusa do teste de etilômetro): dirigir sobre influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência. A infração é gravíssima e resulta em suspensão do direito de dirigir e multa de R$ 2.934,70.